[Discussão] Nintendo Switch

A empresa, seus consoles, franquias e personagens.
    • + 0

Re: [Discussão] Nintendo Switch

Mensagempor SuperMarioWorld » Sex, 15 Jun 2018, 03:38

Imagem
Avatar do usuário

    • + 0

Re: [Discussão] Nintendo Switch

Mensagempor Elemental » Sex, 15 Jun 2018, 09:39

Se for mais um port da Bethesda nem será tão impactante assim:

https://switch-brasil.com/panic-button-deve-anunciar-grande-port-para-o-switch-em-julho/
Imagem
Avatar do usuário

    • + 2

Re: [Discussão] Nintendo Switch

Mensagempor Wolflink » Sex, 15 Jun 2018, 16:58

Elemental escreveu:Se for mais um port da Bethesda nem será tão impactante assim:

https://switch-brasil.com/panic-button-deve-anunciar-grande-port-para-o-switch-em-julho/



GTA V CONFIRMADO
Imagem
Imagem

Imagem

Nintendo Switch: FC 2056-5082-2442

SPOILER

Avatar do usuário

    • + 0

Re: [Discussão] Nintendo Switch

Mensagempor Robert Prado » Sex, 15 Jun 2018, 17:05

O preço do Splatoon ta até ok!

Enviado de meu Galaxy S8 usando Tapatalk
Imagem
STEAM

Nintendo 3DS Friend Code: 3454-4180-5860
Nintendo Switch Friend Code: 0371-9094-8528
Street Fighter V ID: john_prado
(quem for adicionar, me manda MP)
Avatar do usuário

    • + 0

Re: [Discussão] Nintendo Switch

Mensagempor vits » Sex, 15 Jun 2018, 18:23

Elemental escreveu:Se for mais um port da Bethesda nem será tão impactante assim:

https://switch-brasil.com/panic-button-deve-anunciar-grande-port-para-o-switch-em-julho/


Bem, existiam rumores de um Fallout 4 chegando ao Switch. Além dele, tem o The Evil Within 2, Dishonored 2 e Prey da Bethesda.
Imagem
Avatar do usuário

    • + 0

Mensagempor Lord Lafaiete » Sáb, 16 Jun 2018, 22:56

Pessoal, ajudinha por favor
Tô querendo muito aproveitar a promoção que tá rolando e pegar o Splatoon 2 na loja BR. Só que eu só tenho uma conta sul africana no meu Switch. O código que eu vou receber dps de comprar o jogo funciona pra qualquer região? Tem problema eu colocar esse código na eShop sul africana?
Avatar do usuário

    • + 1

Re: [Discussão] Nintendo Switch

Mensagempor SuperMarioWorld » Dom, 17 Jun 2018, 04:27

O ESTADO DE S.PAULO

Maior feira de games do mundo, a Electronic Entertainment Expo, conhecida como E3, mostrou na última semana que o futuro dos videogames será cada vez mais ao gosto do freguês.

Os anúncios de fabricantes como Microsoft, Nintendo e Sony apontam que, em alguns anos, games de alto desempenho poderão ser transmitidos via internet para qualquer dispositivo, seja celular, computador ou console.

Em vez de apostar todas as fichas em gráficos cada vez melhores, que definiram a indústria na última década, os fabricantes devem focar em experiências mais relevantes a partir de agora.

Essa mudança de paradigma impressiona, já que nunca se ganhou tanto dinheiro com videogames.

Segundo a consultoria Newzoo, o setor deve faturar US$ 137,8 bilhões em 2018, sendo US$ 34,6 bilhões com consoles.

Para continuar a surfar essa onda, cada fabricante adotou um plano : a Nintendo apostou em inovação; a Sony, em vender grandes jogos; e a Microsoft, em transformar games em serviço.

Na E3, a Nintendo tinha o desafio de tornar rentável sua grande inovação : o híbrido de console e portátil Switch, que já vendeu 18 milhões de unidades desde março de 2017.

Para isso, recorreu ao personagem icônico Mario, que apareceu em três novos games que chegam até o final do ano. Eles devem vender bem, mas não impressionaram o mercado. “A Nintendo poderia mostrar novas formas de jogar”, diz o professor de comunicação digital da PUC-RS, André Pase.

A Nintendo, porém, surpreendeu ao anunciar o game online Fortnite no Switch. Atual sensação nos consoles, computadores e em celulares, o jogo é gratuito e teve 2 milhões de downloads em 24 horas após o lançamento no Switch. “A Nintendo percebeu que precisa se abrir para fazer o Switch dar certo. É um belo começo”, avalia Arthur Protásio, designer de games da produtora brasileira Fableware. “E no Switch, Fornite pode ser um sucesso : ele tem qualidade gráfica superior aos celulares e é portátil, coisa que PS4 e Xbox One não são.”

Atual líder de vendas em consoles, com 79 milhões de PlayStation 4 vendidos, a Sony vive ótima fase. Em seu último ano fiscal, teve lucro de US$ 6,5 bilhões, graças a grandes jogos como God of War. Das três fabricantes, ela tem o modelo mais clássico : vender jogos que retêm a atenção dos usuários por horas. “Queremos manter o bom momento, trazendo grandes títulos”, diz Anderson Gracias, gerente de PlayStation para a América Latina.

Em sua conferência na E3, a empresa focou em games como Homem-Aranha, baseado no herói da Marvel, na continuação do sucesso recente The Last of Us e Death Stranding – o novo jogo de Hideo Kojima, criador de Metal Gear Solid. “A Sony percebeu que a tecnologia evolui, mas os personagens se tornam atemporais”, diz Arthur Protásio.

Os dois últimos títulos, porém, não têm data para serem lançados. “Com isso, a Sony deixa o público ansioso”, diz Pase. “Até agora a tática deu certo, mas pode não dar mais.” Além disso, na comparação com anos anteriores, a Sony trouxe menos novidades, num sinal de que pode já estar pensando na próxima geração do PlayStation.

Phil Spencer, líder da divisão de games da Microsoft, falou sobre uma nova geração do Xbox na E3. “Um time de engenheiros já está pensando no que pode ser a próxima geração de videogames e trabalhando para fazer streaming de games em qualquer dispositivo”, disse. É um sonho antigo da indústria e uma promessa que pode mudar radicalmente o setor, como Netflix fez com o cinema.

A Microsoft já ensaia esse modelo com o Game Pass, serviço que dá acesso a um catálogo de mais de cem jogos – incluindo lançamentos exclusivos da empresa, como Sea of Thieves. “Hoje, conteúdo está lado a lado de conectividade e nuvem para nós”, disse Matt Booty, diretor da Microsoft Studios, em entrevista ao Estado.

É uma tática em linha com a Microsoft dos últimos anos, comandada por Satya Nadella : hoje, o pacote Office é mais acessado pela nuvem como um serviço do que como licença. Com os games, espera a Microsoft, pode ser igual. Mas há empecilhos nessa estratégia “conectada” – especialmente nos países emergentes. “Já sofremos com os downloads de grandes atualizações que os videogames têm, com os problemas de conectividade no Brasil”, diz Pase.

A transmissão de jogos pela internet é só uma das fronteiras que uma nova geração de videogames pode ter de superar.
Avatar do usuário

    • + 0

Re: [Discussão] Nintendo Switch

Mensagempor SuperMarioWorld » Dom, 17 Jun 2018, 04:30

https://switch-brasil.com/reggie-fils-a ... l-console/

Apesar de muitos fãs da Nintendo questionarem a ausência do Virtual Console no Nintendo Switch, a Nintendo já anunciou que o sistema, criado na era do Wii, não será disponibilizado para o novo console da empresa. Ao menos não da forma como conhecemos.

Para suceder-lhe, a Nintendo ofertará vários títulos clássicos a partir do segundo semestre deste ano, quando será lançado o Nintendo Switch Online.

Em uma entrevista à IGN durante a E3 2018, o presidente da Nintendo of America, Reggie Fils-Aimé, comentou sobre o fato da Nintendo ver o Nintendo Switch Online como o sucessor do Virtual Console :

"O sucessor do Virtual Console é o Nintendo Switch Online, certo? Afinal de contas, vamos oferecer uma lista de jogos, e é uma biblioteca que aumentará com o tempo. Para muitos desses títulos, haverá um recurso online adicional fornecido. Essa é a visão que temos para a melhor forma de trazer nosso clássico conteúdo para o Nintendo Switch".

Reggie também falou sobre a necessidade de assinatura para usufruir dos benefícios do Nintendo Switch Online a partir de setembro. Ele acredita que as pessoas vão buscar o serviço por conta do que ele promete oferece r:

"Nós acreditamos que as pessoas vão assinar [o Nintendo Switch Online], e digo isso porque o que nós definimos é uma proposição onde você obtém a acessibilidade ao sistema competitivo de jogos, ao sistema de salvamento na nuvem e obtém acesso ao conteúdo clássico.

Essa é uma proposta fantástica por US$ 20 por ano. Acreditamos que não será um problema para nós. Isso nos permitirá continuar oferecendo uma lista variada de oportunidades do ponto de vista da experiência online".
Avatar do usuário

    • + 0

Re: [Discussão] Nintendo Switch

Mensagempor vits » Dom, 17 Jun 2018, 07:59

SuperMarioWorld escreveu:https://switch-brasil.com/reggie-fils-aime-comenta-sobre-o-nintendo-switch-online-ser-o-sucessor-do-virtual-console/

Apesar de muitos fãs da Nintendo questionarem a ausência do Virtual Console no Nintendo Switch, a Nintendo já anunciou que o sistema, criado na era do Wii, não será disponibilizado para o novo console da empresa. Ao menos não da forma como conhecemos.

Para suceder-lhe, a Nintendo ofertará vários títulos clássicos a partir do segundo semestre deste ano, quando será lançado o Nintendo Switch Online.

Em uma entrevista à IGN durante a E3 2018, o presidente da Nintendo of America, Reggie Fils-Aimé, comentou sobre o fato da Nintendo ver o Nintendo Switch Online como o sucessor do Virtual Console :

"O sucessor do Virtual Console é o Nintendo Switch Online, certo? Afinal de contas, vamos oferecer uma lista de jogos, e é uma biblioteca que aumentará com o tempo. Para muitos desses títulos, haverá um recurso online adicional fornecido. Essa é a visão que temos para a melhor forma de trazer nosso clássico conteúdo para o Nintendo Switch".

Reggie também falou sobre a necessidade de assinatura para usufruir dos benefícios do Nintendo Switch Online a partir de setembro. Ele acredita que as pessoas vão buscar o serviço por conta do que ele promete oferece r:

"Nós acreditamos que as pessoas vão assinar [o Nintendo Switch Online], e digo isso porque o que nós definimos é uma proposição onde você obtém a acessibilidade ao sistema competitivo de jogos, ao sistema de salvamento na nuvem e obtém acesso ao conteúdo clássico.

Essa é uma proposta fantástica por US$ 20 por ano. Acreditamos que não será um problema para nós. Isso nos permitirá continuar oferecendo uma lista variada de oportunidades do ponto de vista da experiência online".

O problema que eu vejo nisso é o quão dedicada a Nintendo vai ser em colocar novos jogos na plataforma, uma vez que a mensalidade vai ser de menos de $2 e deverá ser distribuída entre os jogos clássicos e o sistema em salvamento na nuvem. Pois, sabemos que o lucro que ela tinha com o Virtual Console era alto, uma vez que o processo de baixar a rom da net e roda-la em um emulador eram insignificante, mas cada um desses jogos rendia algo entre $5 e $10 para os cofres da Nintendo.

Meu medo é que como a mensalidade possui um valor ínfimo, a Nintendo não se veja motivada a aumentar a biblioteca de jogos clássicos com muita frequência.
Imagem
Avatar do usuário

    • + 1

Re:

Mensagempor Elemental » Ter, 19 Jun 2018, 13:15

Lord Lafaiete escreveu:Pessoal, ajudinha por favor
Tô querendo muito aproveitar a promoção que tá rolando e pegar o Splatoon 2 na loja BR. Só que eu só tenho uma conta sul africana no meu Switch. O código que eu vou receber dps de comprar o jogo funciona pra qualquer região? Tem problema eu colocar esse código na eShop sul africana?


Não sei dizer, mas se não der certo você pode mudar o país da sua conta Nintendo ao seu bel-prazer através do site, não precisa ficar preso na mesma localização.
Imagem
Avatar do usuário

    • + 2

Re:

Mensagempor Lucas_XY » Ter, 19 Jun 2018, 18:05

Lord Lafaiete escreveu:Pessoal, ajudinha por favor
Tô querendo muito aproveitar a promoção que tá rolando e pegar o Splatoon 2 na loja BR. Só que eu só tenho uma conta sul africana no meu Switch. O código que eu vou receber dps de comprar o jogo funciona pra qualquer região? Tem problema eu colocar esse código na eShop sul africana?

No próprio site da loja especifica que a eshop tem que ser em uma região das Américas.
Imagem


userbar

Avatar do usuário

    • + 0

Re: [Discussão] Nintendo Switch

Mensagempor SuperMarioWorld » Ontem, 00:37

http://www.acasadocogumelo.com/2018/06/ ... jovem.html

É inegável que as principais empresas de games buscam balancear seus catálogos para atender jogadores das mais diversas idades.

Entretanto, se nos basearmos nas conferências da E3 2018, a Nintendo se mostrou mais disposta a dar mais oportunidades ao público mais jovem e familiar, enquanto a Sony apostou em um tom mais obscuro e violento.

Em uma conversa com o The Star, Reggie Fils-Aimé, presidente da Nintendo of America, diz que a Nintendo está feliz com a pouca atenção que Sony e Microsoft dão ao público jovem e cita a importância de cobrir essa parte do mercado. “Estamos felizes [que eles dão pouca atenção]. Tem sido um mercado incrivelmente importante porque o garoto de 5 ou 6 anos hoje, será o garoto de 12 ou 13 anos e, anos depois, de 18 ou 19… E quando você tem uma afinidade por Pokémon, The Legend of Zelda ou Super Mario Bros., essa afinidade fica com você“, disse Reggie.

As palavras de Reggie fazem sentido, e a Nintendo tira proveito disso há anos ao dar continuidade das franquias mencionadas. Vimos Super Mario Odyssey e The Legend of Zelda : Breath of the Wild conquistarem jogadores e mais jogadores ao redor do mundo que já conheciam ou não eram familiarizados com suas histórias, e a franquia Pokémon dará um novo passo com os games Let’s Go em Novembro para atrair fãs e, certamente, abraçar uma nova geração.
Avatar do usuário

Anterior

Voltar para Nintendo

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Bing [Bot] e 2 visitantes