Qual o ultimo jogo que você jogou/está jogando?

Discuta sobre outros consoles (PS, XB, PC, Mobile, etc).
Índice do fórum Videogames Outros Consoles
    • + 0

Re:

Mensagempor Chazzy » Qui, 20 Dez 2018, 22:18

Mastxadows escreveu:Comprei um celular novo e estou viciadão no Bleach Brave Souls e no Grand Chase.
E eu consegui a Elesis
Imagem


Esse Grand Chase é Gacha?
Imagem
Avatar do usuário

    • + 0

Re: Re:

Mensagempor Mastxadows » Qui, 20 Dez 2018, 22:31

Chazzy escreveu:
Mastxadows escreveu:Comprei um celular novo e estou viciadão no Bleach Brave Souls e no Grand Chase.
E eu consegui a Elesis
Imagem


Esse Grand Chase é Gacha?

É.

Aliás, peguei o Ronan também, agora quero a Lire e a Arme pra montar uma equipe com o trio original.

Edit:Jogando MK X mas é impossível jogar, não dá pra jogar com um botão específico pra defesa.
Eu sempre apanho nesse caralho de jogo porque aperto pra trás pra defender, eu não consigo me adaptar, é automático apertar pra trás.
Minha equipe atual em Pokémon Ultra Sun
Imagem
Avatar do usuário

    • + 0

Mensagempor antoniosantos » Qui, 27 Dez 2018, 05:49

Eu acabei de jogar Counter Strike: Global Offensive ontem.
Imagem
Eu tenho jogado Counter-Strike por um longo tempo. Quando a versão apareceu Global Offensive eu sem pensar mudei para ela. Parece-me que este é o melhor jogo de tiro, apesar da abundância de outros jogos semelhantes. Uma nova descoberta foi a capacidade de jogar com skins, que podem ser vendidos no site de troca cs go por dinheiro real. Foi graças ao CS GO, comecei a procurar maneiras de obter skins (concursos, distribuições, referências) e foi capaz de subir para cópias decentes como Karambit "Tooth of the Tiger". Isso é uma coisa tentadora. Eu tenho repetidamente comprado e vendido peles. CS: GO - grande jogo do seu tempo. E em boas mãos e um meio de ganhar
Avatar do usuário

    • + 0

Mensagempor Mother_Mazza » Dom, 30 Dez 2018, 03:39

Imagem
Imagem
Imagem

Fiquei sem sono nessa madruga de Domingo e acabei dando minha milésima chance ao primeiro ToeJam & Earl do Mega Drive no PS Vita após ver um tópico sobre ele em outro fórum. Porém, dessa vez, resolvi ler o manual do jogo no Sega Retro e um guia no GameFAQs para tentar compreende-lo de uma vez por todas.

Depois de uma grande lâmpada de acender na minha cabeça, finalmente me diverti a beça com o gameplay, finalizei o jogo e ele se tornou um dos meus favoritos de todos os tempos! Agora não só quero terminá-lo mais uma vez com o Earl como também estou animadíssima para o ToeJam & Earl: Back in the Groove que será lançado em Março do ano que vem na Steam. :heart:
Imagem

VISUALSHOCK! SPEEDSHOCK! SOUNDSHOCK!
NOW IS TIME TO THE 68000 HEART ON FIRE!
Avatar do usuário

    • + 0

Re:

Mensagempor Sonymaster » Dom, 30 Dez 2018, 12:15

Mother_Mazza escreveu:Imagem
Imagem
Imagem

Fiquei sem sono nessa madruga de Domingo e acabei dando minha milésima chance ao primeiro ToeJam & Earl do Mega Drive no PS Vita após ver um tópico sobre ele em outro fórum. Porém, dessa vez, resolvi ler o manual do jogo no Sega Retro e um guia no GameFAQs para tentar compreende-lo de uma vez por todas.

Depois de uma grande lâmpada de acender na minha cabeça, finalmente me diverti a beça com o gameplay, finalizei o jogo e ele se tornou um dos meus favoritos de todos os tempos! Agora não só quero terminá-lo mais uma vez com o Earl como também estou animadíssima para o ToeJam & Earl: Back in the Groove que será lançado em Março do ano que vem na Steam. :heart:


Aluguei ele uma vez na época da locadora e pronto, achei divertido mas depois nem tive tanta vontade de jogar.
Sega x Nintendo
Jogador de Videogame das décadas de 1980 e 1990.
Avatar do usuário

    • + 0

Re: Re:

Mensagempor Mother_Mazza » Dom, 30 Dez 2018, 12:33

Sonymaster escreveu:
Mother_Mazza escreveu:Imagem
Imagem
Imagem

Fiquei sem sono nessa madruga de Domingo e acabei dando minha milésima chance ao primeiro ToeJam & Earl do Mega Drive no PS Vita após ver um tópico sobre ele em outro fórum. Porém, dessa vez, resolvi ler o manual do jogo no Sega Retro e um guia no GameFAQs para tentar compreende-lo de uma vez por todas.

Depois de uma grande lâmpada de acender na minha cabeça, finalmente me diverti a beça com o gameplay, finalizei o jogo e ele se tornou um dos meus favoritos de todos os tempos! Agora não só quero terminá-lo mais uma vez com o Earl como também estou animadíssima para o ToeJam & Earl: Back in the Groove que será lançado em Março do ano que vem na Steam. :heart:


Aluguei ele uma vez na época da locadora e pronto, achei divertido mas depois nem tive tanta vontade de jogar.

Dizem que a verdadeira graça desse game está no modo co-op, mas, pessoalmente, me diverti muito terminando-o sozinha.
Imagem

VISUALSHOCK! SPEEDSHOCK! SOUNDSHOCK!
NOW IS TIME TO THE 68000 HEART ON FIRE!
Avatar do usuário

    • + 0

Mensagempor Mastxadows » Dom, 30 Dez 2018, 19:37

Comecei o For Honor, tem uma jogabilidade interessante.
Tem um modo história e um modo multiplayer que é o foco do game,parece o tipo de jogo que se joga por muito tempo.

Edit:Terminei os 3 dlc de Deus Ex Mankind Divided, massa demais, pqp eu amo esse jogo.

E CONSEGUI A REY NO GC MOBILE, EU SEI QUE TÁ LEY MAS PRA MIM SEMPRE VAI SER REY!
Imagem
Imagem
Imagem
Minha equipe, Rey, Sieghart, Elesis e Ronan
E o jogo é dublado pelos mesmo dubladores do jogo de PC, o Ronan é ninguém mais ninguém menos que Wendel Bezerra.
Minha equipe atual em Pokémon Ultra Sun
Imagem
Avatar do usuário

    • + 1

Mensagempor GrayFox » Qui, 03 Jan 2019, 20:40

Estava jogando Super Smash Bros. 64 mais a fundo, há alguns dias atrás, e fiquei refletindo sobre a progressão da franquia, então acho que vou postar aqui.

Estou meio decepcionado com a progressão da franquia.
Tipo, Smash 64 é um jogo bem simples, bem básico. Há apenas dois modos: o single-player (que agora é conhecido como Classic) e o multiplayer, além de uns dois ou três minigames (se contar Race to the Finish). É bem barebones. Até os troféus são, apenas contendo os dos personagens jogáveis. A quantidade de personagens é pequena, assim como a quantidade de estágios. Mas esse é o primeiro, então naturalmente não vai ser tudo isso, estavam apenas testando as águas, e mesmo assim, tomaram algumas decisões bem ousadas, como incluir o Captain Falcon (e essencialmente desenvolvendo tudo sobre ele, e até tornando-o mais icônico que o próprio jogo do qual faz parte) e Ness. Mas okay.

Aí, tem o Melee. O salto entre esses dois jogos é gigantesco. O roster praticamente triplicou, juntamente com os estágios, haviam agora três modos principais no single-player, com o retorno do Classic, e as introduções do modo Adventure e All-Star. Além disso, haviam outros pequenos modos, como os Event Matches, o retorno de Break the Targets, a introdução do modo de esmurrar o Sandbag (mas a infeliz remoção de Board the Platforms), e uma variedade de tantos-Men Melee. E ainda houve uma imensa variedade de modos extras introduzidos para o Multiplayer.
O salto é gigantesco, e é um jogo extremamente ambicioso, deixando de lado o cenário competitivo.

Então, temos Brawl, que foi outro salto (apesar de que, compreensivelmente, não tão gigantesco). Tudo que estava lá antes, manteve-se. Mais personagens, cavando ainda mais na história da Nintendo e trazendo personagens como Pit de volta dos mortos, e removendo boa parte dos clones. Mais estágios, e o retorno de alguns clássicos. O modo Adventure foi profundamente expandido, com direito a história e boss battles originais.
Desconsiderando a polêmica do gameplay, Brawl pode até ser considerado o ápice da série, em termos de conteúdo.

Agora, o 4...
não só não havia um modo Adventure comparável ao Subspace Emissary, como também não havia um modo Adventure. Apenas o Classic e o All-Star. Além disso, o Break the Targets foi completamente removido, juntamente com qualquer outro minigame (pelo que me lembro), com a única introdução sendo o Smash Run (ou aquele de Wii U) e aquele modo de esmagar caixas, que é essencialmente um Snag the Trophies ainda mais simplificado, e o roster aumentou, novamente, junto com os estágios.
O foco do jogo é, evidentemente, o fator multiplayer (que mesmo assim, é provavelmente o mais simples desde o 64), com esforços para apelar ao público competitivo e a introdução da forma Ômega para todos os estágios. E enquanto isso não é necessariamente ruim, acho meio triste ter que sacrificar todo o conteúdo single-player em prol disso, se apoiando nisso ao extremo.

Apesar de não ter jogado muito Smash Ultimate, principalmente por não ter um Switch e tendo apenas jogado na casa de um amigo e acompanhado as informações sobre o jogo pela internet, diria que é um passo adiante, comparado ao 4, mas ainda assim não se compara ao Brawl ou Melee. O roster praticamente triplicou, com personagens que sempre foram muito desejados finalmente sendo introduzidos, criando um dos crossovers mais ambiciosos e expansivos da história, e há uma variedade de estágios novos, ou 'remasterizados' (e lindos). Agora, para o single-player, há o Classic, expandido para refletir a história de cada personagem, e o World of Light, que é essencialmente um Event Matches contextualizado, aliviando um pouco a falta do Subspace Emissary.
Novamente, o foco parece ser mais para o modo multiplayer, desenvolvendo mais o aspecto competitivo.

sei lá, antes cada jogo parecia um step up comparado ao anterior, dando grandes saltos e realmente comemorando a história da Nintendo e dos videojogos, até que começou a deixar isso de lado para se focar mais no competitivo, e agora o jogo parece meio... vazio

Mas é apenas a minha opinião. Talvez eu esteja errado sobre o 4, principalmente porque faz algum tempo que o joguei. Se tiver perdido alguma coisa, por favor, me corrijam.

É isto.

edit: acho que vou tirar isso daqui e fazer um tópico, ver se movimenta mais
Avatar do usuário

    • + 1

Mensagempor Prinny » Sex, 04 Jan 2019, 02:15

Imagem

Acabei de zerar Celeste

Cara...que experiência que é esse jogo.
Inicialmente eu não dava a mínima bola pro jogo. Vendo os trailers e as reviews, apenas me parecia um platformer 2D qualquer que lança todo ano no meio indie. Sempre achei que o jogo era overhyped demais. Mas depois que eu vi o discurso do criador no TGA sobre o jogo ter ajudado pessoas com problemas psicológicos, fiquei curioso sobre o jogo e resolvi comprar na sale da steam. Que ótima decisão que fiz.

Não quero spoilar nada sobre o jogo, mas digo que o jogo é surpreendente na forma como encaixa a história e o gameplay. E o tema que a história trata também é colocado de uma maneira fantástica no jogo, tudo parece muito natural.

No fim acabei amando cada aspecto do jogo. O gameplay super difícil, a história tocante, os personagens maravilhosos (Theo <3) e a linda OST. Até o gráfico do jogo que por mais que eu ainda ache que é uma pixel art até que simples demais, acho bem bonito.

Definitivamente comecei 2019 muito bem com jogos.
Imagem

Imagem
Avatar do usuário

    • + 2

Mensagempor Crash10 » Sáb, 05 Jan 2019, 04:01

Imagem

Comecei o ano com Sonic Generations, que é um jogo que eu sinto que vale a pena uma wall, em spoilers (e com alguns spoilers):

SPOILER

Editado pela última vez por Crash10 em Ter, 15 Jan 2019, 10:25, em um total de 1 vez.
Imagem
Por Pedrock

Userbars

Avatar do usuário

    • + 0

Mensagempor Mastxadows » Dom, 06 Jan 2019, 10:46

Spyro Reignited Trilogy
Jogando o primeiro jogo e é muito bom, me arrependo muito de não ter jogado direito na época.
Minha equipe atual em Pokémon Ultra Sun
Imagem
Avatar do usuário

    • + 0

Mensagempor GrayFox » Dom, 06 Jan 2019, 18:38

Finalmente comecei a jogar Metal Gear 2: Solid Snake, para fazer jus ao meu nome :serra:

Está sendo uma experiência bem interessante, gosto dos gráficos (principalmente nas conversas de rádio, mas talvez porqueestou jogando a versão atualizada), mas estou indo muito mal no gameplay. Nunca fui muito bom em jogos de stealth, mas sinto que o 2D e a ausência de alguma indicação da visão dos guardas está me prejudicando bastante. Verei se me acostumo e se melhoro com o tempo e a prática.
Avatar do usuário

    • + 1

Mensagempor Arthimura » Dom, 13 Jan 2019, 22:29

Imagem


Ontem terminei o Gravity Rush.

Jogo incrível, realmente uma experiência única. O jogo impressiona em tudo, desde o gameplay criativo, até a arte, plot e músicas. Altamente recomendado para donos de Vita e PS4 que ainda não jogaram.

Pra mim deu a sensação de estar jogando um filme do Studio Ghibli. Sei que depois do Ni No Kuni ficou clichê falar isso, mas aparentemente é uma sensação coletiva: https://gamefaqs.gamespot.com/boards/69 ... 4/74407268

E o bom é que já estou com o Gravity Rush 2 no gatilho, comprado por R$29,90 na Americanas.
Avatar do usuário

    • + 1

Mensagempor Prinny » Seg, 14 Jan 2019, 00:14

Imagem
(a arte da capa desse jogo é tão estúpida apesar de eu gostar dela)

Hm...tá, zerei BOF 2 pela terceira vez eu acho. É um jogo bem especial pra mim então vou fazer uma wall falando dele mesmo que ninguém leia ela.

Versão curta: É um Dragon Quest da Capcom feito na era do SNES. A história é fantástica assim como o visual e os personagens.Tem muito valor nostálgico pra mim mas tem um defeito enorme que é o nível absurdo de random encounters.
Eu recomendaria? Ehhhh...sei não. Ele é bem irritante mas se você gosta de RPG velho e tem paciência, oh boy vai amar esse.

Versão longa (beeeeeeeeeem longa):
SPOILER

Imagem

Imagem
Avatar do usuário

    • + 1

Re:

Mensagempor Mother_Mazza » Seg, 14 Jan 2019, 17:12

Terminei:
- Banjo-Kazooie: Grunty's Revenge (GBA)
- Exile (XZR II) (Turbografx-16/PC-Engine)
- Alien Storm (Mega Drive)

Ainda ando jogando TES: Daggerfall de pouquinho em pouquinho, e, lendo um post do Prinny aqui, resolvi rejogar Paper Mario: The Thousand-Year Door após bastante tempo sem tocar nele. Para a minha surpresa, o jogo envelheceu incrivelmente bem e, quanto mais avanço nele, mais fico chateada com que aconteceu com a série. Sticker Star jogou fora tudo que eu gostava nesses games. :malz:

Prinny escreveu:Imagem
(a arte da capa desse jogo é tão estúpida apesar de eu gostar dela)

Hm...tá, zerei BOF 2 pela terceira vez eu acho. É um jogo bem especial pra mim então vou fazer uma wall falando dele mesmo que ninguém leia ela.

Versão curta: É um Dragon Quest da Capcom feito na era do SNES. A história é fantástica assim como o visual e os personagens.Tem muito valor nostálgico pra mim mas tem um defeito enorme que é o nível absurdo de random encounters.
Eu recomendaria? Ehhhh...sei não. Ele é bem irritante mas se você gosta de RPG velho e tem paciência, oh boy vai amar esse.

Versão longa (beeeeeeeeeem longa):
SPOILER


Esse era o meu BoF favorito antes de me converter ao BoF III, mas ainda considero que esse game tem alguns dos personagens mais carismáticos da série.Tenho que rejogar a versão de GBA um dia desses.
Imagem

VISUALSHOCK! SPEEDSHOCK! SOUNDSHOCK!
NOW IS TIME TO THE 68000 HEART ON FIRE!
Avatar do usuário

AnteriorPróximo

Voltar para Outros Consoles

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 14 visitantes

cron