Jogos lançados no mercado japonês talvez também sejam censurados pelo escritório americano da Sony

Discuta sobre outros consoles (PS, XB, PC, Mobile, etc).
Índice do fórum Videogames Outros Consoles
    • + 0

Jogos lançados no mercado japonês talvez também sejam censurados pelo escritório americano da Sony

Mensagempor vits » Dom, 28 Out 2018, 12:22

Imagem

A alguns anos o escritório de licenciamento de jogos da linha Playstation foi movido para a Califórnia. E com isso uma nova série de politicas foram instauradas, dentre elas, politicas que possuem como intuito policiar e censurar temas sugestivos em jogos lançados na plataforma.

Até agora, acreditava-se que essas novas politicas afetariam apenas o lançamento ocidental de certos jogos. Sendo as primeiras vítimas Omega Labyrinth Z, que mesmo após ser classificado pelos órgãos europeu e americano, teve o seu lançamento barrado e Senran Kagura Re:Newal que teve um modo de jogo censurado a pedido da SIE. O que enquanto é péssimo para nós, ainda permitia que os jogos fossem lançados com todo o seu conteúdo em territórios orientais, em particular no sul asiático e no Japão.

Todavia, esse talvez não seja mais o caso. As primeiras vítimas conhecida desse novo sistema são os jogos Silverio Trinity e Nora to Oujo to Noraneko Heart das desenvolvedoras Light e Harukaze, respectivamente. Durante uma stream, a desenvolvedora Light informou que o jogo já foi concluído, mas que por conta da nova politica da Sony, o mesmo ainda não foi aprovado para lançamento no Japão e a mesma vem insistindo que todos os futuros pedidos de aprovação sejam feitos exclusivamente em inglês. Indicando que o novo escritório da SIE, situado na Califórnia, seria o novo responsável por esse processo.

Imagem

Enquanto que a Harukaze, informou aos seus fãs que a versão do PS4 teve suas cenas censuradas, a pedido da Sony (ainda que em muitos casos, as cenas tenham se tornado ainda mais sugestivas por conta da censura).

Imagem


Vale lembrar, que esse posicionamento da Sony, caso comprovado, não afeta apenas os consoles da família Playstation. Pois, o PS4 e o PS Vita ainda são as plataformas preferencias para os desenvolvedores japoneses, sendo que a maioria dos jogos são primariamente desenvolvidos para esses consoles e apenas portados para as demais plataformas quando o lançamento ocidental é confirmado. E enquanto o Switch vem crescendo no Japão, talvez por conta de seu hardware singular, a Sony ainda mantém o "monopólio" sobre diversos jogos, franquias e desenvolvedoras naquele território.

Fonte
Fonte 2
Fonte 3



------------------------------------------------------


Honestamente, se esse for de fato o novo posicionamento da Sony, a cena de desenvolvimento de jogos no Japão vai ser fortemente abalada. Diversos pequenos e médios estúdios, como a própria Light, provavelmente vão ficar sem mercado e caso não consigam se restruturar, vão fechar as portas.

E esse é justamente o problema de se ter uma única plataforma forte no mercado, pois esse "monopólio" que acaba sendo criado, faz com que os desenvolvedores não tenham poder de barganha nenhum. Ou eles se submetem as exigências dessa plataforma, ou eles simplesmente não vão mais criar jogos.
Editado pela última vez por vits em Dom, 28 Out 2018, 12:40, em um total de 1 vez.
Imagem
Avatar do usuário

    • + 2

Mensagempor Mastxadows » Dom, 28 Out 2018, 12:39

Sony sonyzando.
Minha equipe atual em Pokémon Ultra Sun
Imagem
Avatar do usuário

    • + 0

Re: Jogos lançados no mercado japonês talvez também sejam censurados pelo escritório americano da So

Mensagempor Arthimura » Dom, 28 Out 2018, 13:35

Isso é um reflexo de leis restritivas e de mídia sensacionalista, acaba obrigando as empresas a criarem mecanismos de defesa muitas vezes exagerados.

Isso acontece com todas as empresas praticamente, vide a Valve censurando VNs na Steam, ou a Blizzard alterando o client do WoW na China porque as leis não permitem exibições de ossos em vídeo games.

A propósito, lembro que quando a Nintendo censurou Xenoblade Chronicles X, Tokyo Mirage Sessions #Fe e Bravely Default 2, a galera desse fórum falou que tinha mais é que censurar mesmo.
Avatar do usuário

    • + 0

Mensagempor Sheik » Dom, 28 Out 2018, 13:46

Eu não poderia ligar menos.
Nesse caso, pois eu não dou a mínima para esse tipo de jogo. No caso da Nintendo com o XCX, #FE e o BD2, eu até achei justificável, eles censuraram para garantir que o rating do jogo fosse 14 anos.
Imagem

PSN, Live, Steam e NNID

Avatar do usuário

    • + 0

Mensagempor vits » Dom, 28 Out 2018, 16:05

Talvez o texto original não tenha ficado claro, mas o que a Sony está fazendo é bem diferente daquilo que a Nintendo/Blizzard fazem ou que a Valve já fez. Pra começar, os jogos que estão sendo censurados, não estão sendo publicados pela Sony e não estão sendo censurados para se adequarem a uma classificação etária, pois muitos deles já foram classificados pelos órgãos responsáveis de cada região. Ademais, ela não está censurando conteúdo explicito, mas sim conteúdo que já foi censurado para se adequar as regras da plataforma (ela está censurando versões "All Ages").

E o que acaba sendo o principal, a censura parece estar sendo requisitada pelo braço americano da Sony. Mas, essa censura está sendo feita para em jogos que vão ser lançados no território japonês, ou seja, ela não está criando uma versão ocidental censurada como nós estamos acostumados, ela está censurando os jogo original, a partir de uma perspectiva ocidental, mesmo que esse só venha a ser vendido no oriente.
Imagem
Avatar do usuário

    • + 1

Re:

Mensagempor Arthimura » Dom, 28 Out 2018, 17:15

vits escreveu:
Talvez o texto original não tenha ficado claro, mas o que a Sony está fazendo é bem diferente daquilo que a Nintendo/Blizzard fazem ou que a Valve já fez. Pra começar, os jogos que estão sendo censurados, não estão sendo publicados pela Sony e não estão sendo censurados para se adequarem a uma classificação etária, pois muitos deles já foram classificados pelos órgãos responsáveis de cada região. Ademais, ela não está censurando conteúdo explicito, mas sim conteúdo que já foi censurado para se adequar as regras da plataforma (ela está censurando versões "All Ages").

E o que acaba sendo o principal, a censura parece estar sendo requisitada pelo braço americano da Sony. Mas, essa censura está sendo feita para em jogos que vão ser lançados no território japonês, ou seja, ela não está criando uma versão ocidental censurada como nós estamos acostumados, ela está censurando os jogo original, a partir de uma perspectiva ocidental, mesmo que esse só venha a ser vendido no oriente.


É igual, ambas estão censurando as obras originais. Essas questões de quem publica e de faixa etária são apenas detalhes.

Pode-se ser contra ou a favor da censura em vídeo-jogos, o que não dá pra levar a sério é inconsistência, do tipo "quando é minha empresa favorita tem mais é que censurar mesmo, quando não é então é um absurdo".

Do ponto de vista objetivo, não há nada de errado na empresa dona da plataforma controlar o conteúdo que é disponibilizado nela, afinal é uma questão de estratégia de negócio e de Relações Públicas. As empresas que desenvolvem os jogos concordam livremente em se submeter as regras da empresa dona da plataforma para publicar o seu jogo nela, para obter todos os benefícios de ter seus jogos naquela plataforma. A desenvolvedora pode também disponibilizar seus jogos sem censura em outras plataformas. Também abre oportunidades para a criação de novas plataformas que sejam livres de censura.

Cabe ao consumidor, caso não concorde com a censura, boicotar os jogos censurados, o famoso "votar com a carteira". Eu, por exemplo, deixei de comprar Tokyo Mirage Sessions #FE e diversos outros jogos por conta de censura. Se a maioria das pessoas discordarem, a empresa não terá um desempenho satisfatório e terá que mudar sua estratégia, ou arcar com o ônus da escolha de censura.
Avatar do usuário

    • + 0

Re: Re:

Mensagempor vits » Dom, 28 Out 2018, 17:58

Arthimura escreveu:
vits escreveu:
Talvez o texto original não tenha ficado claro, mas o que a Sony está fazendo é bem diferente daquilo que a Nintendo/Blizzard fazem ou que a Valve já fez. Pra começar, os jogos que estão sendo censurados, não estão sendo publicados pela Sony e não estão sendo censurados para se adequarem a uma classificação etária, pois muitos deles já foram classificados pelos órgãos responsáveis de cada região. Ademais, ela não está censurando conteúdo explicito, mas sim conteúdo que já foi censurado para se adequar as regras da plataforma (ela está censurando versões "All Ages").

E o que acaba sendo o principal, a censura parece estar sendo requisitada pelo braço americano da Sony. Mas, essa censura está sendo feita para em jogos que vão ser lançados no território japonês, ou seja, ela não está criando uma versão ocidental censurada como nós estamos acostumados, ela está censurando os jogo original, a partir de uma perspectiva ocidental, mesmo que esse só venha a ser vendido no oriente.


É igual, ambas estão censurando as obras originais. Essas questões de quem publica e de faixa etária são apenas detalhes.


Eu discordo, pois esses detalhes mudam completamente o impacto e as repercussões causadas pelas censuras. Mas, não acho que chegaremos a um consenso nessa questão, logo, não pretendo discutir mais a fundo.
Imagem
Avatar do usuário

    • + 0

Mensagempor Akise Aru » Seg, 29 Out 2018, 06:55

Querem perder a geração pro Switch mesmo.
Arthimura escreveu:A propósito, lembro que quando a Nintendo censurou Xenoblade Chronicles X, Tokyo Mirage Sessions #Fe e Bravely Default 2, a galera desse fórum falou que tinha mais é que censurar mesmo.
Tudo justiceiro social que merece ser ignorado.
Sheik escreveu:Eu não poderia ligar menos.
Nesse caso, pois eu não dou a mínima para esse tipo de jogo. No caso da Nintendo com o XCX, #FE e o BD2, eu até achei justificável, eles censuraram para garantir que o rating do jogo fosse 14 anos.
Cara na moral você não passa de um SJW babaca.
Avatar do usuário


Voltar para Outros Consoles

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: MSN [Bot] e 3 visitantes