[Prévia] 24 Horas: Legacy

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Prévia] 24 Horas: Legacy

Mensagem por Simplesmente Gian em Dom 05 Fev 2017, 17:47


Em 2017, três anos depois de Live Another Day, o relógio volta a correr, porque 24 (Conhecida no Brasil como 24 Horas) está de volta com mais uma "temporada evento".

Infelizmente, ou não, Kiefer Sutherland, o polêmico e querido Jack Bauer da série original, não estará nas telas (até porque ele tem um contrato com a ABC por causa de Designated Survivor, sua nova série) mas estará como produtor na nova série, que dá espaço a  e um elenco completamente novo.

Será que 24 Legacy tem potencial para corresponder as expectativas da FOX, que devem estar altas porque a série vai estrear após o Super Bowl (e o país praticamente para pra assistir o evento) ou só reconfirmará a tendência atual de revivals por questões econômicas?


De maneira genérica, podemos dividir as atuais séries em 3 categorias

  • Os originais: Tramas que realmente são inéditas, ou, pelo menos, oferece uma variação em uma fórmula já consolidada (exemplos: The Good Place e This Is Us)

  • As tramas paralelas: Apesar de menos frequentes, os spin-offs ora são amados ora são desnecessários (como por exemplo The Blacklist: Redemption)

  • Os revivals: A nova modinha da TV é pegar séries já encerradas e dar uma continuação. Às vezes, isso é mercenário e às vezes dá certo.

  • (Exemplos: Arquivo X, Will & Grace, 24 Live Another Day, Veronica Mars, Gilmore Girls, Constantine, Fuller House, Prison Break e a lista só continua)

Legacy se encaixa na segunda e na terceira categorias, já que, apesar de ser uma história paralela, a FOX promete trazer tudo (ou quase) que diferencia 24 de outras séries/thrillers policiais.


24 nunca teve um plot geral diferenciado (um herói patriota que arrisca sua vida para evitar ataques terroristas) mas as variações desse plot foram as mais interessantes possíveis ao longo dos 8 "dias" da série original (desde derrubar um presidente a ataques bioquímicos, passando por conspirações, envolvimento direto ou indireto do presidente nisso, luta contra os russos e os chineses, derretimento de núcleos de usinas ao redor do país e por aí vai.)

Eric Carter (Corey Hawkins) é um herói militar que acaba de voltar para casa, mas seu retorno aos Estados Unidos não será tão tranquilo quanto ele gostaria. Correndo risco de vida e sem ter a quem recorrer, Eric pede ajuda ao CTU, a agência federal contra-terrorismo, e quando se dá conta, já está liderando uma missão para impedir um dos maiores ataques terroristas em solo norte-americano. (Sinopse da série)


24 é diferente de outras séries policias por ter, em cada episódio:

  • Cada episódio representando uma hora exata na vida dos personagens
  • 1 ou 2 EXPLOSÕES, interrogatórios com ameaças de morte ou torturas físicas (físicas até demais)
  • Terroristas (ou não) mortos
  • Múltiplas câmeras simultâneas
  • Comerciais milimetricamente cronometrados
  • Gente a ponto de surtar
  • Envolvimento ocasional do/da presidente do EUA
  • Cliffhanger de fim de episódio mind blowing (quase sempre)


Em entrevista, o produtor executivo e roteirista da série, Manny Cotto, comentou que originalmente, não planejava um revival e também falou sobre o legado da série ao retratar a realidade:



“Não estava nos nossos planos. Tivemos a ideia de uns soldados que matavam um terrorista e tinham que fugir porque alguém os delatou e eles estavam sendo mortos um por um. Originalmente, eu estava desenvolvendo isso para ser uma série separada, sem relação com 24 horas. Mas, quanto mais pensamos, mais acreditamos que o formato de tempo real parecia adequado”


“A influência para as histórias foi enorme - a série se concentrava em impedir grandes ataques terroristas, era realmente uma espécie de resposta ao 11 de Setembro”

“Agora vivemos no mundo de (Donald) Trump, então vamos abordar muitas das ideias dele, principalmente as que contrastam com as de Hillary. 24 horas sempre foi influenciada pela sua época e dessa vez não será diferente”

“O terrorismo ainda faz parte da sociedade, mas de uma forma diferente. Acredito que não temos mais tanto medo de ataques de grande escala. Hoje, o inimigo maior são os lobos solitários, pessoas que são influenciadas por ideologias radicais e pegam uma arma e atiram nas outras em shoppings e escolas”






O retorno de um dos carro-chefe da FOX nos anos 2000 traz sensações mistas ao autor que vos escreve. Embora o retorno a um universo como esse eleva minha ansiedade, fico com um pé atrás por causa de temporadas anteriores, até porque a série desandou na sexta temporada em diante.

Se essa série vai ser boa, ou não, só o tempo dirá.
24 Legacy contém 12 episódios e estreia hoje na FOX US após o Super Bowl.
No Brasil, estreará na madrugada de Quarta para Quinta Feira, 0h, com episódio duplo.


Expectativa do autor: 85%
Entrevista completa aqui

Simplesmente Gian
Veterano Nv.21
Veterano Nv.21

Karma Karma : 293
Posts Posts : 914

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/gianluca.ors http://instagram.com/gianlucaors/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum